Utilidade de certas evocações particulares

Revista Espírita, março de 1858

As comunicações que se obtêm de Espíritos muito superiores, ou daqueles que animaram os grandes personagens da antigüidade, são preciosas pelo alto ensinamento que encerram. Esses Espíritos adquiriram um grau de perfeição que lhes permite abranger uma esfera de idéias mais extensa, penetrar mistérios que ultrapassam a capacidade vulgar da humanidade, e, por conseguinte, de nos iniciar, melhor do que outros em certas coisas. Não se segue disso que as comunicações de Espíritos de uma ordem menos elevada não tenham utilidade; longe disso: o observador nelas haure mais de uma instrução. Para se conhecer os costumes de um povo, é preciso estudá-lo em todos os graus da escala. Quem não o tivesse visto senão sob uma face, conhecê-lo-ia mal. A história de um povo não é a do seu rei e das sumidades sociais; para julgá-lo, é preciso vê-lo em sua vida íntima, em seus hábitos privados. Ora, os Espíritos superiores são as sumidades do mundo espírita; sua própria elevação os coloca de tal modo acima de nós, que nos assusta pela distância que nos separa. Espíritos mais burgueses (que se nos perdoe essa expressão) nos tornam mais palpáveis as circunstâncias da sua nova existência. Entre eles, a ligação entre a vida corporal e a vida espiritual é mais íntima, nós a compreendemos melhor, porque nos toca mais de perto. Aprendendo, por eles mesmos, em que se tornaram, o que pensam, o que sentem os homens de todas as condições e de todos os caracteres, os homens de bem como os viciosos, os grandes e os pequenos, os felizes e os infelizes do século, em uma palavra, os homens que viveram entre nós, que vimos e conhecemos, dos quais conhecemos a vida real, as virtudes e os defeitos, compreendemos suas alegrias e os seus sofrimentos, nos associamos a eles e neles haurimos um ensinamento moral tanto mais proveitoso quanto as relações, entre eles e nós, sejam mais íntimas. Colocamo-nos mais facilmente no lugar daquele que foi nosso igual do que daquele que não vemos senão através da miragem de uma glória celeste. Os Espíritos vulgares nos mostram a aplicação prática das grandes e sublimes virtudes, das quais os Espíritos superiores nos ensinam a teoria. Aliás, no estudo de uma ciência, nada é inútil: Newton encontrou a lei de forças do Universo, no mais simples fenômeno.

As comunicações têm uma outra vantagem, que é de constatar a identidade de Espíritos de um modo mais preciso. Quando um Espírito nos diz ter sido Sócrates ou Platão, somos obrigados a crer, sob palavra, porque não carrega com ele um certificado de autenticidade; podemos ver, em seus discursos, se ele desmente ou não a origem que se dá: nós o julgaremos Espírito elevado, eis tudo; que ele tenha sido, em realidade, Sócrates ou Platão, pouco nos importa. Mas quando o Espírito de nossos parentes, de nossos amigos ou daqueles que conhecemos, se nos manifesta, se apresentam mil circunstâncias de detalhes íntimos dos quais a identidade não poderia ser colocada em dúvida: adquire-se aí; de algum modo, a prova material. Pensamos, pois, que gostarão de nos dar, de tempos em tempos, algumas dessas evocações íntimas: é o romance dos costumes da vida espírita, menos a ficção.

Utilidade de certas evocações particulares
Liszt, Franz (1811 – 1886), Ungarischer Komponist und Pianist; “Franz Liszt am Flügel phantasierend” sitzend: Alexandre Dumas d..Ä., Aurore Dupin (George Sand), Gräfin Marie d’Agoult stehend: Hector Berlioz, Niccolò Paganini, Giacomo Rossini. Auf dem Flügel eine Beethoven-Büste von Anton Dietrich, an der Wand ein Porträt von Lord Byron; Gemälde / Öl auf Holz von Josef Danhauser, 1840, 119 x 167 cm Original: Staatliche Museen zu Berlin – Preußischer Kulturbesitz, Nationalgalerie / F.V. 42 Standort bitte unbedingt angeben!; Foto: Jürgen Liepe;
Anúncios

Um comentário sobre “Utilidade de certas evocações particulares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s