Manifestações da rua du Bac, em Paris

“A rua du Bac está em comoção. Ocorrem ainda, por ali, algumas diabruras!

“A casa que leva o nº 65 se compõe de dois edifícios: um que dá para a rua, em duas escadas uma diante da outra.

“Há uma semana, em diversas horas do dia e da noite, em todos os andares dessa casa, as campainhas se agitam e tocam com violência; vai-se abrir: ninguém sobre o patamar.

Acreditou-se primeiro em um gracejo, e cada um se pôs em observação para descobrir-lhe o autor. Um dos locatários tomou o cuidado de despolir um vidro de sua cozinha e fez a vigia. Enquanto ele velava com a maior atenção, sua campainha sacode: põe os olhos em seu postigo, ninguém! Corre para a escada, ninguém!

“Reentra em sua casa e arranca o cordão de sua campainha. Uma hora depois, no momento em que ele começava a triunfar, a campainha se pôs a tocar do modo mais belo. Ele a olha fazê-lo e permanece mudo e consternado.

“Em outras portas, os cordões de campainhas são torcidos e amarrados como serpentes feridas. Procura-se uma explicação, apela-se à polícia; qual e, pois, esse mistério? Ainda o ignoram.”

Manifestações da rua du Bac, em Paris.jpg

Anúncios

Um comentário sobre “Manifestações da rua du Bac, em Paris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s